Grande encontro da Família Vicentina

os dias 31 de março, 1º e 2 de abril, ocorreu, no Santuário do Caraça, um grande encontro de muitos ramos da Família Vicentina. O tema proposto foi muito empenhativo: 400 ANOS DA VOCAÇÃO VICENTINA: TEMPO HISTÓRICO, AÇÃO DO ESPÍRITO QUE ANIMA. Participaram, da Província do Rio de Janeiro, de Curitiba e Fortaleza, 40 Padres, 1 Diácono, 6 Irmãos, 29 Seminaristas (teólogos, filósofos, noviços e propedeutas); das Filhas da Caridade, 17 Irmãs das Províncias de Curitiba, Rio de Janeiro e Belo Horizonte; das Irmãs de São Vicente de Paulo, Servas dos Pobres, de Gysegem, 4 Irmãs; da Congregação dos Fráteres de Nossa Senhora Mãe de Misericórdia, 3 Irmãos, com uma visita rápida do seu Superior Geral, o queniano Ir. Lawence Obiko e de um seu Conselheiro Geral, indonésio, aos quais agradecemos a gentileza da participação, embora rápida. Dos ramos leigos da Família Vicentina, estiveram presentes confrades e consócias das Conferências de São Vicente de Paulo, um bonito grupo dos Missionários Leigos Vicentinos (MISEVI), outro grupo simpático da Associação da Medalha Milagrosa, Professores, Coordenadores e Funcionários do Colégio São Vicente, do Rio de Janeiro, com o Pastor Marcos Coelho da Silva, da Igreja Batista, marido de uma Professora; mocidade da Juventude Mariana Vicentina, Funcionários de diversas obras da Família Vicentina, líderes e agentes pastorais de nossas paróquias, representantes dos Ex-Alunos do Caraça; amigos dos Vicentinos; palestrantes convidados e encarregados das tendas e oficinas de que participamos com gosto. (O espaço disponível para o Encontro ficou ocupado pela simples menção de tantos convidados!). Os trabalhos principais foram as palestras sobre o carisma vicentino, do Pe. Getúlio Grossi, e do Pe. Eli Chaves sobre os desafios e as perspectivas da Família Vicentina nos tempos presente e futuro. E também as “tendas” sobre a realidade social tão desafiadora, sobre os caminhos futuros da Família Vicentina, sobre o acolhimento aos estrangeiros e sobre o serviço dos Pobres em comunidades fraternas.

Os dois conferencistas, Pe. Eli Chaves e Pe. Getúlio Grossi.

.
Padre Lauro Palú, C. M.

Fotos: Irmão Adriano, C. M.

Deixe aqui o seu comentário: