Clube de Xadrez Serra do Caraça

20 de março de 2018


​CXSC: O primeiro clube de xadrez da nossa região​

​O Caraça é um nome famoso em todo o Brasil, em especial no estado de Minas Gerais, e mais especialmente ainda, em nossa tríade de municipios, composta por Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara. Este nome, Caraça, está estampado nas mais variadas fachadas e logomarcas nas três cidades. Tem de quase tudo, de salão de beleza a empresa de ônibus, passando por oficinas mecânicas, pousadas, lanchonetes, emissora de TV, jornal, açougue, padaria, lojas, etc. Enfim, todo mundo gosta do nome e uma boa parcela dos empresários, formais e informais a usam.
Mais uma vez o nome vai ser usado, agora no nosso clube de xadrez, o primeiro da região. Mas este nome para o clube não foi escolhido por acaso, ou porque o Caraça é famoso, ou ainda porque todo mundo o usa, não; estamos tomando a liberdade de usá-lo por causa de uma breve história que estamos construindo com aquele Santuário. Os nossos torneios de xadrez que estamos realizando lá no alto da serra (já vamos para o 4º torneio, e desta vez, em outubro, um Aberto do Brasil) foi a grande motivação para a implantação deste clube na cidade de Santa Bárbara.
O que podemos adiantar é que já temos o local onde funcionará o clube, na Casa dos Aposentados e Pensionistas de Santa Bárbara, onde alguns detalhes serão definidos com a diretoria neste início de abril. Estamos trabalhando também no estatuto do clube, na logomarca e na captação de recursos para a compra dos materiais necessários para o pleno funcionamento da entidade; que ficará aberta uma vez por semana, com aulas de xadrez, palestras, torneios e um local de encontro de amigos e praticantes da nobre arte.
Na próxima edição traremos mais notícias sobre o CXSC e o Aberto do Brasil. Aguardem…​

Encontro histórico em nossas terras, em termos de xadrez. O maior de todos os tempos, GM Mequinho, o número 1 de Minas, GM Evandro, o Rei do Galo, Reinaldo Lima e o “futuro” GM Molina, presenças que enriqueceram o nosso 3º Torneio.

.

Deixe aqui o seu comentário: