Nova Chef de cozinha no Caraça

11 de maio de 2018

O chef ou chefe de cozinha tem várias responsabilidades, como selecionar os alimentos, elaborar cardápios, coordenar os profissionais para a confecção dos pratos e garantir a qualidade da comida como um todo (consistência, sabor e aparência). E a responsabilidade ainda aumenta quando o responsável, no nosso caso Grazielle Dutra, se depara com um restaurante cheio de gente, como ficou o Caraça neste último feriadão prolongado do primeiro de maio.

Grazielle Dutra, veio para o Caraça com a indicação de Vani Pedrosa, ex-chefe de cozinha da Casa

.
Há dois meses na frente da complexa cozinha do Caraça, a jovem belo-horizontina Grazielle vem com a missão de comandar um dos setores mais vitais num complexo como o Santuário do Caraça. Com capacidade para cerca de 300 pessoas, o refeitório Padre Tobias estava totalmente tomado no domingo. Neste caso, a reposição dos alimentos tem que ser rápida, mantendo a qualidade, o sabor e as texturas iniciais. E este é o grande desafio de um chef: coordenar tudo isso com disciplina, higiene absoluta e harmonia entre os ajudantes da cozinha.

“Sei da minha responsabilidade e da complexidade do meu serviço aqui, pois o Caraça é um lugar especial, diferente de qualquer outro por onde passei. Estou gostando demais de trabalhar aqui e sei da importância desta experiência para minha carreira profissional”, como nos disse. Grazielle veio para o Caraça com a indicação de Vani Pedrosa (ex-chef da Casa) e do gerente Ricardo Augusto, que viram que era capaz de comandar a cozinha caracense.

Antes de conversar com pessoas que almoçavam, já percebemos algumas mudanças no cardápio, como a seção de verduras e saladas que foi bem elogiada, pelo grande número de pratos e pelo belo visual. “O Caraça tem uma horta maravilhosa, com vegetais diferentes, tudo orgânico. Isto faz grande diferença. Outra coisa que fizemos foi a mudança nos temperos, sem química alguma, além da redução dos enlatados da cozinha,” ressaltou a chefe. Grazielle ainda fez questão de que destacássemos nesta reportagem, que, para turistas de Santa Bárbara, Barão de Cocais e Catas Altas, que veem ao Caraça de carro nos finais de semana e em feriados prolongados, a entrada é a metade do preço por pessoa. E comentou: “Isto é bom, pois incentiva a população das três cidades a vir e desfrutar das belezas e delícias da cozinha caracense”.

Deixe aqui o seu comentário: