Campo de Fora

VOLTAR

campo de fora 0

A trilha para o Campo de Fora começa logo depois da Casa da Ponte, entrando-se à esquerda. São 7 km de caminhada. O Campo de Fora é de grande beleza, especialmente por sua vegetação, seu relevo e suas cachoeiras, que só podem ser alcançadas com o acompanhamento dos Guias Cadastrados no Caraça, devido à distância e às dificuldades de acesso.

O Campo de Fora na voz e no coração dos Guias

“Talvez o Campo de Fora seja o lugar do Caraça mais fácil de ser definido com uma única palavra: paradisíaco. Uma turista, ao caminhar pelos campos rodeados de montanhas, lembrou com emoção do local onde sua avó morava nos Alpes Suíços e disse: ‘Só falta a neve no topo das montanhas’. Naturalmente, a sensação que cada pessoa sente em um determinado lugar é única e individual, por isso não se poderia deixar de citar essa impressão. Se a turista quis dizer que o lugar é lindo, apaixonante e extasiante… todos concordam.

Este local esconde maravilhas que o Criador deixou para nos embriagar com sua bondade. São muitas cachoeiras espalhadas pelos campos verdejantes de relevo ondulado. Uma merece destaque especial. Após 8 km de caminhada, a vista da cachoeira para quem chega até à encosta, que fica de frente, é surpreendente. O riacho de águas tranqüilas precipita-se por entre as rochas que a emolduram, tecendo formas diferentes para cada queda.

É um espetáculo à parte, um convite à contemplação. Não há quem resista às suas águas convidativas e às suas piscinas naturais. É como que um mergulho na beleza, em águas gélidas, mas revigorantes. Um passeio memorável.

Para se chegar ao Campo de Fora, caminha-se por uma estradinha antiga e bucólica, praticamente sem desnível. São 6 km, em grande parte por entre uma mata predominantemente atlântica, de grande exuberância, até se chegar aos ‘Alpes Brasileiros do Caraça’”.

O Campo de Fora na voz e no coração de um visitante

Tião Crispim, Santa Bárbara-MG, 17/04/2009

Se o Caraça é a “Porta do Céu”, o Campo de Fora é o paraíso. Este sítio bucólico, dotado de rara beleza, possui em cada quadrante vales, cachoeiras, riozinhos de águas enegrecidas, uma aquarela divina cuidadosamente estendida entre dois horizontes distantes.

O lugar é tão divinamente enfeitado e a harmonia da beleza é tão radiante que nem mesmo o mais sensível dos observadores seria capaz de descrevê-lo em toda sua metonímica grandiosidade. É impossível contemplar toda a sua beleza e captar toda a sua maravilha. O horizonte que se descortina é um convite ao desconhecido; uma atração constante é o querer ir além; é o canto da sereia na crista do Espinhaço.
Ali no Campo de Fora a presença de Deus é percebida. Na vastidão daqueles jardins o divino se funde ao humano da nossa presença. Os jardins do Campo de Fora ostentam as mais exóticas e belas flores cultivadas com esmerado bom gosto pelo Jardineiro do universo que ali cria pássaros e insetos jamais vistos em sua morada universal.

A cada passo, a cada horizonte desbravado, um grandioso universo se abre exibindo as mais belas cachoeiras, as mais singelas flores, insetos e pássaros multicores rendendo homenagem ao Criador através daquele harmonioso conjunto de rara beleza, capaz de emocionar o mais insensível dos observadores.

Foi lá, entre dois horizontes distantes, tendo por companhia Toninho Morais, muito mais que guia, um guru da montanha, um intérprete da natureza, que ousei entender e decifrar Federico García Lorca quando poetizou:“buscaba el amanecer e el amanecer no era”.

Clique aqui e envie o seu depoimento para o site do Caraça.

NOTA:
Este atrativo natural está inserido na Zona de Proteção da Unidade de Conservação RESERVA PARTICULAR DO PATRIMÔNIO NATURAL SANTUÁRIO DO CARAÇA, conforme documento aprovado pelo ICMBio, Portaria Nº 189/2013.

Na Zona de Proteção da RPPN Santuário do Caraça a visitação restringe-se até 11 pessoas por dia, considerando o guia ou condutor cadastrado no Santuário do Caraça.

Galeria de Fotos: